terça-feira, 23 de abril de 2013

Quando Nasce uma paixão

Ele chegou “no meio” da festa, tomou uma lata de Skol, cumprimentou o aniversariante velho amigo, e a viu a certa distancia, sorrindo linda, desejada.

Ela chegou bem antes à festa com alguns amigos, tomava uma Skol falava sobre tudo com os amigos. Ela se perguntou quem era o dono daquele olhar que a devorava e a fazia sentir-se devorada.

A Festa estava animada, feliz, envolvente.

Derrepente apagaram as luzes para acender as velhas e cantar parabéns.

Ele se aproximou para cantar para o amigo.

Ela estava a sua frente.

Ele sentiu o seu perfume,

Ela sentiu a sua presença,

Ele não controlou o seu desejo e aproximou-se mais.

Ela não controlou o seu desejo e se aproximou mais

Ele sentiu a sua presença

Ela sentiu o seu perfume, envolveu-a.

O seus cabelos longos, macios tocaram em sua mão.

Ele não resistiu, inalou o seu aroma.

Ela sentiu que ele gostou e ao sentir que ele gostou experimentou de um desejo

Ele suavemente dominado por seu aroma, tocou em sua mão.

Ela sentiu arrepios

Ele sentiu a maciez de sua pele de seu cuidado,

Ela consentiu

Ele então lentamente foi envolvendo-a com os seus braços

Ela não pode resistir ao desejo de ser desejada

Ele teve certeza

Ela também

Ela se virou

Ele a beijou

Ela também

Ascenderam as luzes o parabéns acabou e todos  calados presenciaram o nascimento de uma paixão.

Que reze a vida

Um acidente mudando a vida do sequestrador do policial e da filha do governador. Que reze a vida http://migre.me/eff2u