sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo.

Real Estate
Contador gratuito

Desejo um feliz NATAL e um excelente Ano Novo a todos os meus amigos e colegas de trabalho.
Jones. Pablo. Jaqueline. Natalia. Esio.Kely.Vicente.Irene. Wany. Fabio. Eliane. Rose. Maria.Amiguinho.
Douglas. Cristiano. Lilian. Val. Rodel. Melquior. Bete. Elaine. Vera.Zé. Porto. Leila. Antonio. Reinaldo. Bira.Negroponte. Beatriz. Marcos. Pedro. Valdir. Ze Antonio. Marcio. Gema. Douglas FP. Miriam. Jair. Lima. Regis. Valnsim. Heleno.Nana Reis . Heitor Gaminedes. 

Lara Eu ainda não acredito...- Parte Final.

-Você não disse se é casada!- perguntei em um desespero que não pude controlar.
Ela sorriu.
- Porque pergunta!
Eu fiquei perdido.
- Curiosidade ! - menti.
-Sou sim. Com o capitão do navio de cruzeiro que  eu perdi.
- Mas...
- Mas, você é muito jovem pra saber essas coisas de pessoas mais experientes. Espere chegar o seu momento.
- Acho que chegou!
- Como!
- Lara! Eu to parado na sua! Acho que me apaixonei! - Eu sabia de onde exatamente vinha tanta vontade de lhe dizer o que eu disse. Vinha de alguma coisa de dentro de mim que mudou a cada esfregada de pele que Lara me dava. - É sim! E é paixão de primeira, primeira vista. http://migre.me/sHeNT
Lara olhou para o céu sorrindo, como se comungasse com o cosmos e feito uma Deusa me olhou com certo cuidado.
- Ouça isso é coisa do momento!
-Não, não é e eu sinto!
- Vai passar!
- Mas Lara!
- Eu não posso te dar mais nada do que sexo, meu querido. Tenho filhos de sua idade, um marido nada fácil e amigos hipócritas. Por isso, vamos deixar essa noite aqui, nessa casa. E amanhã quando formos embora, tudo vai ter passado. Apenas uma noite de inverno passado. No passado. Certo. Acho que vou dormir.
- Mas espera!
- Boa noite!
Ela se foi, Breno apareceu e eu disse que Lara estava cansada e foi dormir. Breno se decepcionou, estava com gás todo.
- Cara que mulher é essa!- Ele me disse.
- É...
- Bem já que a festa acabou eu vou dormir. Que pena! A manhã agente volta! Eu ficaria com ela toda a noite, até amanhecer. Nunca me aconteceu isso..
- É.
http://migre.me/sHesy

Breno foi dormir, e eu fiquei na noite e pela primeira vez em minha vida aquela ida de Lara, me deixando só me deu uma dor que não puder entender. Um vazio, que me custou toda a noite até o amanhecer.  E naquela manhã como se aquela noite na tivesse acontecido. Lara apareceu e  sorriu um bom dia a todos.  Um olá meninos, tomou um café que Breno fez, pegou as suas malas e com um beijo na testa de cada um de nós tomou o rumo do portão e pegou o Táxi. Eu olhei para o mar então e entendia aquela imensidão toda. Era o vazio que eu estava sentindo.

Voltamos para Sampa, após embrulhar o barco do pai do Breno. E por alguns dias e semanas eu toda a noite encontrava a solidão toda vez que pensava em Lara. Sai com outras meninas, e com o tempo Lara saiu de meus pensamentos. Ela tinha razão aquilo que senti  por ela passou. Comecei a namorar. Mas quando um dia meses depois no shopping eu deparei com Lara novamente. Tão linda e sensual como aquela noite. Ela fingiu que não me viu, eu fingi que não a vi. Mas na verdade eu lamentei. Lamentei tê-la deixado escapar. Eu não acredito. Lara eu ainda não acredito que te perdi.

Lara Eu ainda não acredito!- Parte-III

Fiquei enraivecido ao ver Lara beijar Breno, e ao mesmo tempo em que tive vontade de socar aquele cara.  Eu fiquei parado no olhar dela. É que ela me olhava com sensualidade, como que me desafiando ao mesmo tempo em que beijava o Breno. http://migre.me/sHesy
Então me acalmei, ao ver o seu olhar, e comecei a ficar empolgado com a cena. Ela sacou e estendendo a mão, fez sinal para eu me aproximar, me chamou na cara e coragem para participar daquela beija e beija sem parar. Eu resisti. Pô! Dividir uma mulher com o Breno! Nem pensar!
Mas o olhar de Lara!
Eu não pude acreditar no que estava fazendo. Quando eu puder perceber, estava beijando a mão de Lara. Breno espantou-se parou de beijar Lara e me olhou.
- Cara. – Ele disse apenas...
- Calma meninos. Eu dou conta dos dois! – Disse Lara dona da situação e me puxando pelo braço.
- É que nunca fiz isso... – disse Breno.
Eu, nem pude resistir.
- Sempre há uma primeira vez! – Disse Lara Beijando Breno.  Depois ela me beijou.
Não pudemos resistir. A coisa começou esquentar. Lara tinha o dom de Beijar um e acariciar o outro. E então depois de tanto beijos ela tirou a parte de cima de seu biquíni, mostrando os seus peitos magníficos e foi quando eu respirei fundo. Breno parecia um caça a jacto, não parava de chupa-los. Aquele safado quietinho tinha um fôlego!
Rapidamente, ela tirou a parte de baixo do biquíni. O seu perfil mostrava as suas curvas s sinuosas e perfeitas. Uma bunda lisa e bronzeada que me deixou fora de si. Comecei a beija-la. Enquanto Breno, que cara chato, beijava a parte da frente. Depois invertemos e foi ai que eu que nunca tinha ficado com uma mulher mais velha, vi o quanto Lara era especial.
A sua menininha estava tão excitada quanto o meu menininho. Trazia um cheiro excitante, num triângulo perfeito mostrando acima um abdômen liso e sensual.  E  coxas torneadas e enlouquecedoras. Fui subindo aquele corpo com beijos demorados, até chegar a sua boca, passando pelos magníficos seios. E o que eu queria mesmo era ter aquela menininha só para mim, sentir o seu sabor, o calor quente e o mundo magico e divino do orgasmo.
E então toquei levemente tentando entrar, foi então que ela segurou o meu menininho com a mão e sorrindo me beijando em seguida pediu para que botássemos a camisinha. Ia começar a festa.
Enquanto Breno foi pegar as camisinhas, ela tirou a minha roupa e começou a me beijar. Descendo como uma mestra até o meu menininho e então... Ah! O paraíso existe.
O chato do Breno apareceu rapidamente com as camisinhas querendo do mesmo e Lara magistralmente, soube dar conta dos dois. Por um momento Breno deixou de existir toda vez que ela me tocava com a sua boca maravilhosa, eu fechava os olhos e delirava. Depois sentia  os sussurros de Breno. –  Ninguém merece.
Lara então num ato de quem domina a todos ali, me deitou no chão colocou a camisinha e então me fez sentir o seus lábios quentes penetrando em meu pau. Ela então com habilidade começou a me cavalgar, mostrando os seu corpo em sintonia com o meu, deslumbrando-me com os seus seios  hipnotizante. Ao mesmo tempo ia chupando o pau de Breno.
Depois foi a vez de Breno ser cavalgada por ela e ela me chupar.
Fizemos várias outras posições, e por fim com a insaciável vontade Lara, explodiu em gozo, deixando eu e o Breno um pouco assustados. Lara gritou, e contraiu a sua vagina no meu pau e mordeu o pau de Breno. Mas nem percebemos, gozamos também.
A noite veio e não pudemos resistir a Lara. Comemos alguma coisa, bebemos, tomamos banho de piscina. Mas Lara vinha de hora em hora, nos atacar e dominar e fazer de nós o que lhe desse na cabeça.
Estávamos dominados por aquele momento de sexo e respiração e orgasmo e fascinação por um corpo de uma mulher tão especial.
E foi ai que eu comecei a ficar incomodado com a situação. É que não terceira transa. Lara começou a parecer só minha. Aquele seu corpo o seu poder de dominar a situação a sua certeza como mulher, me pareceu ser só meu e não queria mais dividir com ninguém nem mesmo com o meu melhor amigo Breno.
Aproveitei um momento em que Breno foi ao banheiro e comecei a tocar Lara. Estávamos sob uma noite fria num céu estrelado que só pode ser visto na praia, e sentados nus nas  espreguiçadeiras a beira da piscina. Era já um momento romântico e naquela pausa dramática onde um olhava para o outro, eu comecei a conversar com ela.